Review | Snoopy e Charlie Brown - Peanuts O Filme


Snoopy e Charlie Brown - Peanuts, O Filme
Ano: 2016
Diretor: Steve Martino
Gênero:
Animação, Familia e Aventura
Nota

Não tem outra forma de descrever esse filme sem ser com a palavra Fofo, estou em um estado de paixão por esse filme pelos detalhes visuais que foram usado.

A trama do filme está na chegada da nova garota do bairro, que logo o Charlie Brown se apaixona perdidamente pela garotinha de cabelo vermelho. Durante todo o filme existe um conflito dentro dele de ir falar com ela ou não.

Como em todo filme voltado para público infantil eles apresentam o certo e o errado e o que personagem faz para se redimir da forma que agiu, e isso é algo que vemos no filme. Como disse o Charlie Brown quer falar com a menina nova só que ele não se acha bom para isso e parece que de todos da turma ele é o único que é lembrado pelos desastres que acontece não por uma caraterística que o destaque dos outros. Bom é verdade, mas quando ele é escolhido para fazer um trabalho com ela, ele decide ser o melhor par e fazer de tudo para fazer um excelente trabalho.

Fiquei decepcionada com um detalhe a aventura paralela do Snoopy foi muito fraquinha, não achei tão legal ele e a Fifi ficarem voando atrás do arqui-inimigo do Snoopy, o Barão Vermelho. Tudo bem, que eu dei umas risadas nessas partes, mas achei que poderia ter sido mais elaborado.   


Minha parte favorita no filme foi quando o Snoopy ensina o Charlie Brown dançar, é muita graça. Dá vontade de apertar o Charlie de tanta fofura.




Eu sou o tipo de pessoa que quando assiste animação gosta de ver os detalhes do traço usado, e no filme isso está lindo e é de encher os olhos. O mais bacana é que lá na Comic Con Experience que ocorreu em dezembro quem estava na sala Cinemark teve um painel aonde foi mostrado como foi feita a produção do filme, como eles justamente não queriam fazer uma simples animação e sim algo bonito de se ver. 

Agora está esperando o que para ir levar todo mundo para assistir o filme no cinema!? 


Bombom de Ler

Levanta as mãos quem gosta de chocolate e ler! \o/ 

A Amazon em parceria com a Nestlé está com uma nova promoção, ao comprar uma caixa de bombom Garoto ou Nestlé o consumidor pode resgatar no site um dentre os dez livros disponíveis para download. 

Entre os títulos da lista temos o sucesso "Guerra dos Tronos" do autor George R. R. Martin e o nacional "Não Pare!" da FML Pepper que já foi resenhado aqui no blog. 

A lista de livros você pode conferir abaixo. 



Se você não tem um Kindle, não entre em panico porque você não vai ficar de fora da promoção, você pode ler através do aplicativo para smartphone (Android e IOs) ou pelo computador. Bem fácil, né?



Antes que você saia correndo para comprar a sua caixa, compre a que tem o logo da Amazon na embalagem como as da imagem acima. Foram disponibilizados 30 milhões de códigos e se você for como eu, vai comprar no minimo 4 caixas de uma vez porque não consegue se decidir qual livro quer. Poxa, pensa assim uma caixa de bombom custa em média 5 reais se você comprar 4 caixas vai ter 4 livros bacanas e gastou só 20 reais que seria o preço de um livro.

Assim que você comprar acessa o site: bombomdeler.com.br e resgate seu livro.  :)

Resenha | Geek Love, o manual do amor nerd - Eric Smith

Autor: Eric Smith
Ano: 2014
Páginas: 208
Editora: Gente
Geek Love é o livro para você está procurando sua Ramona Flowers, sua princesa Peach, sua Hermione, seu Player 2 mas não quer recorrer à aqueles livros de auto ajuda sem graça. O livro do autor Eric Smith (criador do Geekadelphia, um site de com muito, mas muito conteúdo voltado para o público nerd) tem como objetivo ajudar os nerds na difícil quest de encontrar um amor, cheio de dicas e exemplos esse guia é o que faltava para ajudar você que não quer mais ficar na fortaleza da solidão.

O guia ajuda o leitor por todas as fases dessa jornada, como por exemplo, onde ir para socializar, o que vestir, como se portar no primeiro encontro, como manter o relacionamento etc. A linguagem do livro é bastante divertida e cheia de referencias (na minha opinião a pessoa tem que ser um grande conhecedor do mundo nerd para conseguir entender todas sem ter que ir pesquisar no Google ^^), além de possuir uma diagramação muito fofa cheia de ilustrações 8-bits *-*

Logo no começo do livro o autor escreve uma nota informando que o guia não é só destinado ao público masculino, que algumas dicas também podem ser usadas pelas mulheres que além disso nós podemos usá-lo para entender como os caras nerds pensam. Porém durante a leitura, percebi que o livro é todo falado para o público masculino, fazendo com que apenas metade do que o autor falou na nota seja verdade, ou seja, já estou esperando um lançamento que seja focado no público feminino.

Uma coisa que eu gostei muito, foi o fato de que mesmo o livro sendo direcionado para os nerds, o autor faz uma crítica aos relacionamento virtuais,
onde tudo é feito através de conversas pelo celular ou redes sociais e o bom e velho jantar a luz de velas é considerado cafona. Eric diz que a tecnologia deve agir "como uma ferramenta, não como uma muleta" e que o uso excessivo pode prejudicar o relacionamento.

Geek Love é uma leitura que será bem mais aproveitada por leitores do que por leitoras, mas que mesmo assim não deixa de ser uma leitura rápida e divertida para quando você está naquele limbo de não saber o que ler em seguida.



Resenha | Não Pare! - FML Pepper

Assim como a Nina nossa personagem principal, eu também não sabia nada sobre o livro  "Não Pare!" decidi comprar o livro porque: 1) a capa é maravilhosa, 2) é um sucesso da Amazon e 3) teve vários comentários positivos na Bienal do Rio do ano passado.

Não Pare!
Autora: FML Pepper
Ano: 2015
Páginas: 280
Editora: Valentina
Nota

Com pouquíssimas informações sobre a história conheci a Nina Scott, uma garota de 16 anos, que cresceu em um estilo de vida nômade com a mãe e também é um grande imã para perigo. Para completar ela nasceu com uma anomalia nas pupilas, por isso Stela a mãe de Nina se especializou na produção de lentes de contato fazendo com que elas viajassem para todo canto do mundo quando há tecnologia nova na produção de lentes. 

Por causa de um incidente em Amsterdã, Stela resolve em menos de 24 horas mudar-se para Nova Iorque com a filha. Ela é muito paranoica com a segurança da filha e isso faz com que elas troquem de cidade/país toda vez que algo acontece. O que Stela não esperava era que Nina estivesse cansada desse estilo e finalmente quisesse fazer amigos, completar o ano letivo na mesma escola e ter um trabalho na nova cidade, e é isso que acontece logo quando chega.

No colégio ela faz a primeira amiga sendo muito receosa com medo que a mãe se mudasse novamente, também conhece Kevin o garoto bonzinho do colégio e o Richard o novato encrenqueiro. Claro, que nem tudo são flores Nina não consegue fugir de perigo, quanto mais tempo ela passa perto dos dois parece que mais coisas ruins acontece.

Até que a vida dela dá uma guinada, parecendo um filme de ação onde se você piscar os olhos algo acontece. Como disse, eu peguei o livro bem cru então eu não sabia nada como a personagem, então eu fui descobrindo conforme passava as páginas e ficando frustada por não ter as respostas mais concretas, como o fato de várias pessoas estarem atrás dela e ninguém ir direto ao ponto e explicar o porque. 

E já aviso que o primeiro livro não vai ter dar muita informação, ele só te faz ficar com vontade de ler os outros porque ele termina em um cliffhanger muito bom, sem contar outros que você tem durante o livro. 

Os dois outros livros da trilogia já foram lançados: Não Olhe! e Não Fuja! ambos pela Editora Valentina que fez um trabalho muito bom nos detalhes do livro. Super recomendo vocês conhecerem o trabalho da FML Pepper que é autora nacional e anda fazendo muito sucesso.

 



Games | SimCity Buildit

Eu preciso confessar que eu sou muito viciada em SimCity, tipo muito.

Tudo começou quando minha amiga me mostrou o jogo, eu já tinha a versão para desktop do SimCity e tá aqui parado até hoje, depois de ter brincado um pouco eu baixei para o meu celular e comecei a jogar. 

Já que eu estou trabalhada nos macetes e estou (muito) viciada no jogo resolvi falar um pouco aqui no blog. 

Sim City Buildit é bem simples de entender e eu aposto que você já conhece, a dinâmica é simples você é prefeito de uma cidade onde tem que construir do zero, desde de colocar as ruas ao sistema de coleta de lixo. Claro que não é só isso, conforme você vai colocando os prédios, os seus Sims vão ficando exigentes e pedindo escolas, parques e que você acabe com o tráfico intenso de carros. Se você não deixar eles felizes eles se mudam e você perde população.

Quando você começa a jogar, vai ter um tutorial de como começar a montar a cidade. Agora que você já está um pouco mais habituado com o jogo, vamos aos macetes. 

  1. Não saia construindo, planeje! 
Eu sei que parece chato dizer isso, mas para evoluir a cidade melhor para não ter problemas com a falta do essencial para o seus Sims, planeje. Veja se tem água, energia, sistema de lixo e de esgoto na cidade para o número de novos prédios que você está colocando? Além disso, você tem outros itens essenciais para colocar na cidade como Policia, Corpo de Bombeiros e Hospitais esses são mais chatinhos de colocar, pois tem uma determinada área então sempre cubra todos os prédios.


  1. Não evolua as ruas tão cedo.
Vou te contar um segredo, quando você aumenta as ruas da sua cidade os Sims vão reclamar futuramente delas de novo e pelo menos mais umas 4 vezes. Acredito que as ruas evoluem até 4 vezes e vão ficando mais caras cada vez que você faz isso, então eu sugiro você remover as ruas e colocar de novo até ter Simoleons (moeda oficial do SimCity) suficientes para evoluir as ruas. 

  1. Não construas as fabricas perto dos prédios.
Sério, você gostaria de morar perto de uma fabrica e ficar ouvindo todo o barulho? Aposto que não. Os seus Sims vão reclamar se você construir as fabricas perto deles. Então separe uma área para deixar todas as fabricas que você comprar.


  1. Como ganhar Simoleons? 
Bom não é fácil, você terá que produzir cimento e madeira no começo para vender no Armazém Comercial, onde você pode vender online para outros jogadores do jogo. Conforme você vai evoluindo suas fabricas, elas vão liberando mais coisas para fazer. Claro que além das fabricas você tem as lojas onde juntando os elementos você vai podendo criar novos itens e eles valem bem mais. Outra forma é coletando taxas, para ganhar mais deixe os Sims bem felizes que eles vão dar mais Simoleons. 

  1. Não quero esperar! 
Se você não tem paciência para esperar um item que leva 5 horas para fazer, eu recomendo você comprar no QG Comercial Global, lá você pode comprar vários itens que você precisa, mas já aviso é muito concorrido.
Quando você abre o QG ele mostra pelo menos 20 itens e você TEM que ser rápido procure o que você precisa e clique, o jogo vai te mandar para a cidade do jogador que está vendendo, eu aprendi que pra comprar no QC você precisa saber o que você precisa e ser rápido tendo isso é sucesso pra comprar primeiro.


  1. Como conseguir SimCash? 

Simcash é mais difícil de conseguir a não ser que você tenha grana para comprar no cartão de credito, recomendo que não faça isso. Vem com a minha dica que é sucesso. :)
Uma das coisas que você logo coloca na cidade é a Mansão do Prefeito, lá você tem as conquistas das cidades que vai te dar SimCash toda vez que você alcança uma conquista que vai de coletar presentes na cidades vizinhas até ter xxx habitantes na cidade.
Viu, fácil de conseguir Simcash agora é só usar sabiamente.


Para mais dicas, você pode prestar mais atenção na tela de carregamento do jogo, lá tem várias dicas.

Algo que é importante lembrar, não é possível usar códigos no SimCity para obter vantagem tipo Simcash infinito entre outras coisas, pois toda vez que você acessa o jogo ele valida seu acesso nos servidores então nem adianta. 

E não se preocupe que dá para jogar offline sem problemas, assim que você estiver online novamente ele vai fazer o upload do jogo. 

Bom acho que é isso, tentei listar tudo que eu aprendi jogando SimCity esses últimos meses, espero que gostem e viciem no jogo também. 

Resenha | Mil pedaços de você - Claudia Gray

"Nunca julgue um livro pela capa" é a frase que todo mundo já falou e/ou já
Autora: Claudia Gray
Ano: 2015
Páginas: 288
Editora:  Agir Now
ouviu na vida e foi exatamente isso que eu fiz quando vi Mil pedaços de você, vi aquela coisa linda que era a arte da capa julguei e decidi que precisava daquele livro na minha estante mesmo sem saber quase nada sobre a história.

O livro é narrado por Marguerite, filha de dois renomados físicos e criadores do Firebird, um dispositivo que é capaz de fazer a consciência de uma pessoa viajar entre dimensões. Porém logo após que a versão do final do dispositivo é concluída o pai de Marguerite é assassinado e todas as evidencias apontam
para Paul Markov, um dos assistentes de seu pai.

Marguerite descobre que logo após o assassinato, Paul destruiu toda a pesquisa de seus pais, roubou o Firebird e fugiu para uma outra dimensão, performando o crime perfeito. Até que então Theo, outro assistente, lhe conta que possui dois protótipos do Firebird funcionando e que juntos podem ir atrás de Paul e vingar a morte do pai de Marguerite.

Durante as viagens entre uma Londres futurista, uma Russia czarista e um planeta Terra submerso, Marguerite começa a duvidar da culpa de Paul, já que em cada dimensão as versões dele se mostram menos com o Paul que foi capaz de planejar a morte de seu pai e mais com o garoto tímido e brilhante com o qual conviveu o vida toda.

Como eu disse antes eu não sabia quase nada sobre a história, mas via o livro em quase todos os canais de booktubers internacionais que sigo. O máximo que eu sabia era que se tratava de um YA de Sci-fi e só, até que um dia descobri que a HarperTeen estava chegando no Brasil com o selo de Agir Now e que logo de cara já ia lançar essa coisa linda.

Por ser um livro de Sci-fi achei que iria me perder nos termos técnicos, mas gostei muito da forma como a autora explicou os conceitos de física, de um bem modo simples e didático. Como por exemplo as dimensões, que são mundos criados a partir de nossas escolhas, ou seja, existe uma dimensão em que você escolheu usar a blusa vermelha em vez da azul, outra em que o Brad Pitt ainda está casado com a  Jennifer Aniston, outra em que não cancelaram Fringe e todas elas estão existindo ao mesmo tempo.

A escrita da autora é bem fluida, você vai lendo, lendo, lendo e quando vê já se foram 100 páginas! Além disso são tantas reviravoltas, que em alguns momento eu ficava lendo o mesmo parágrafo várias vezes pra ter certeza de que aquilo mesmo estava acontecendo.

A única coisa que não gostei foi a criação do triangulo amoroso. No começo a Marguerite não está apaixonada por nenhum dos dois garotos ela só quer vingar o pai, mas conforme vai viajando e vendo as várias versões de Paul e Theo ela começa a ressuscitar sentimentos pelos dois e começa aquele típico drama de não sei qual dos dois eu amo mais.

Em geral gostei muito do livro, foi uma leitura viciante e cheia de surpresas. Mal posso esperar para ler o próximo volume Ten thousand skies above you (ainda sem previsão para lançar no Brasil) e descobrir como essa história vai ficar ainda mais complexa.

Retrospectiva Literária 2015 parte 2

Olá 2016, ano par, ano de bienal do livro em São Paulo e ano que espero finalmente cumprir minha meta de acabar com minha pilha de livros por ler. Como a Ray disse na retrospectiva dela eu também não consegui alcançar minhas metas de 2015 :(

Em 2015 em resolvi participar de dois projetos, o desafio literário 2015 e o 0by16 e até que não fui mal. No desafio literário de 2015 eu marcar 27 itens ou seja mais da metade \o/, mas no 0by16 eu falhei miseravelmente, pois comecei o ano com 23 livros e estou terminando ele com 28 =/

Enfim vamos ao saldo final de 2015:

1-Quantos livros você leu?
27 livros.
2-Quantos livros você comprou?
8. E até que me controlei levando em conta que viajei.
3-Quantos livros você marcou como desejado?
Parei de marcar os desejados para não entrar naquela depressão básica do "não conseguirei ler todos os livros que eu quero" XP
4-Quantos livros você trocou?
2.
5-Quantos livros você deu de presente em 2015?
3.
6-Qual o número do seu paginometro?
56.606
7-Quantas resenhas você escreveu?
4.
8-Quantos históricos de leitura você escreveu?
26.
9-Qual a sua meta de leitura para 2016?
23 livros, não vou colocar o toda a minha TBR porque sejamos realistas, não ia dar certo ^^ 

E esse foi meu 2015, espero que 2016 seja melhor e que eu consiga pelo menos alcançar metade da minha meta ^^

Resenha | Proteja-me - Maya Banks

Preciso contar uma história engraçada desse livro, ele super não estava na minha lista de leituras e nem tinha ele em mente para ler, até semana passada eu ficar sem luz e sem nada para fazer peguei o Kobo e decidi ler o primeiro livro que estava na lista, e não é que eu virei á noite lendo e amei.

Autora: Maya Banks
Ano: 2015
Páginas: 240
Editora:  Gutenberg
Nota:
O livro conta a história da Ramie St.Claire que tem habilidades sensitivas e pega um preço alto por ajudar encontrar pessoas desaparecidas e aí que entra Caleb Devereaux herdeiro de uma família rica que está em busca da irmã desaparecida. 

Quando ele invade o casebre onde Ramie está para fazer com que ela aceite ajudar a encontrar sua irmã ele não imaginava tudo o que ela sofreria ao aceitar. Mesmo contra vontade Ramie ajuda Caleb, passando as instruções do local onde sua irmã está sendo mantida presa.


No breve encontro que eles tiveram, acabam criando uma pequena conexão que mesmo com a garantia de Caleb que ele ia voltar para recompensar Ramie pela ajuda de encontrar a irmã caçula dele, ela foge assim que ele sai pela porta. 

O grande problema desse livro é que eu não posso falar muito sem acabar estragando a leitura, então vou tentar explicar sem entregar algumas partes.

Depois desse encontro passa-se 1 ano desde que Ramie foge e quando ela não ver mais alternativa para conseguir escapar do nosso querido vilão da história, ela resolve pedir ajuda de Caleb que abriu uma empresa de seguranças e não tinha parado de procura-lá desde que ela tinha fugido.

O que eu mais gostei no livro foi o suspense, fiquei muito envolvida em tentar descobrir como ele ia burlar a segurança e conseguir chegar perto de Ramie. A forma como ele conseguia atormenta-lá eu conseguia até sentir o mesmo feeling.

Esse vilão pra mim, foi o melhor de todos os livros que eu li em 2015. Até o Darkling da trilogia os Grishas perde para ele, ele era um vilão bem normal até estar em uns 70% da leitura aí você vai sacando o que ele quer fazer e como ele manipula tudo. E bam, amei.

Eu não curti muito o final que foi dado para ele, mas ok entendo que o arco deveria ser fechado, mas taí o vilão valeu toda leitura. Não esperava nada parecido com isso vindo da Maya Banks que é super conhecida por escrever livros com pegada erótica.

O livro tem cenas picantes, mas ignora isso foca no vilão que vai valer a pena toda a leitura!

Não esqueça de deixar o seu comentário do que achou da resenha ou se já leu e tem a mesma opinião quero saber!



Intercâmbio | Fazendo as malas


Arrumar a mala (não importa pra onde) sempre vai ser a pior parte de uma viagem para mim, sempre fico naquela dúvida do que levar, quanto levar e se eu não levar será que vai fazer falta? Ainda não me tornei uma expert da arrumação de malas, mas resolvi compartilhar com vocês algumas coisas que eu faço para tornar essa parte da viagem um pouco menos traumatizante ^^

  1. Pesquise sobre o clima
Pesquise sobre o clima do lugar em que você vai ficar durante aquele período. Assim você evita levar roupas desnecessárias e garante mais lugar livre na mala para trazer compras. Mas mesmo assim leve uma ou duas peças contrárias ao clima, pois vai que onde você esteja sofre uma onde de calor ou frio que não estava prevista.

  1. Faça um checklist
Antes de começar a colocar as roupas na mala, faça uma lista de tudo o que você quer levar. Assim você tem um controle maior de o que está levando e não corre o risco de esquecer nada.

  1. Desapega!
Nada de levar o guarda-roupa junto com você, o ideal é só levar roupas confortáveis e que você tem certeza que vai usar lá, até porque inevitavelmente você vai fazer compras durante o intercâmbio e vai querer ter espaço na mala para que elas caibam.

  1. Remédios nunca são demais
Nunca se sabe o que se pode acontecer durante a viagem então é sempre bom levar uma mini farmácia com você. Leve remédios de uso comum, como para dor de cabeça, dor de garganta, cólica etc, e se você toma algum remédio de uso constante é bom pedir para o seu médico uma versão da receita em inglês. Caso você precise levar algum deles na mala de mão e for líquido, o frasco do remédio não pode ter mais de 100 ml e deve ser colocado em uma embalagem plástica transparente vedada.

  1. Mala de mão
É aconselhável levar na mala de mão todas as coisas de valor (notebook, câmera, celular, dinheiro,), documentos ( e algumas peças de roupas para caso sua mala seja extraviada (é raro mais pode acontecer). Como já foi dito antes qualquer coisa líquida deve ter no máximo 100 ml e se não tive eles mandam você jogar fora sem dó nem piedade.

  1. Adaptador de tomadas universal
O último mas não menos importante é o adaptador de tomadas. porque não adianta levar vários eletrônicos e não poder carregá-los durante a viagem.

Essas são algumas dicas que me ajudaram e espero que ajudem vocês. Qualquer dúvida é só deixar nos comentários.

Resenha | Reboot - Amy Tintera

Reboot foi aquele livro que eu não dava nada pela leitura e só coloquei na lista do MLI para não ficar sem livro do gênero de distopia. 
Autora: Amy Tintera
Ano: 2015
Páginas: 352
Editora: Galera Record
Nota


Antes de falar sobre personagens e a historia em si, preciso te explicar melhor sobre o que é essa distopia que parece quase um The Walking Dead - brincadeira. A história gira em torno do vírus KDH que dizimou a população, esse vírus faz com que as pessoas que morrem voltem a vida. O tempo que você fica "morto" é o número que você vai ganhar, quanto mais tempo demorar para voltar, maior vai ser a sua força sobre-humana e menor vai ser a sua personalidade. 


Agora que estamos habituados, o livro conta história de Wren a 178 uma das reboots mais fortes que tem na corporação, essa corporação é uma parte do governo que controla os infectados fazendo captura e treinamento deles. Wren sempre treina os novatos que tem o número mais alto, pois ela odeia a forma que os mais novos são tão "humanos", gritam e questionam. 

Quando Callum um novo novato de numeração 22 chega e começa agir de forma diferente dos demais, ela fica tentada a escolher ele para treinar. Callum não é um novato fácil por ter uma numeração mais baixa e mais percepção humana ele questiona tudo ou é muito fraco o que torna o desafio de treina-lo muito pior. 

Por estar contato com Callum, ela começa a questionar até a própria corporação. E isso pode coloca-la em apuros. 

O que mais gostei no livro é que ele não tem somente uma trama e sim 3 onde vai acontecendo tudo de uma vez e eu acho o ritmo do livro consideravelmente bom consegui ler ele em dois dias sem muitos problemas. 

Espero que tenham gostado da resenha e que coloquem o livro na meta de leituras! 


Retrospectiva Literária 2015

Tchau 2015, 
Olá 2016!

E mais uma vez eu não cumpri uma simples meta, ler todos os livros que estão parados na minha estante. 

Acredito que eu comecei dois mil e quinze com 34 livros para ler vou acabar o ano com 36 livros não lidos! Como assim?
O objetivo era eliminar não aumentar, não vou nem começar com as desculpas. Porque esse ano eu realmente dei uma vacilada na leitura, só li aquilo que realmente queria e estava empolgada. 

Aproveitando essa vibe eu resolvi pegar uma retrospectiva literária que eu fiz lá em 2012 e transformar em post para vocês falando de 2015. 

Vamos as perguntas:

1-Quantos livros você leu?
25 livros.
2-Quantos livros você comprou?
7. Até que não foi muito
3-Quantos livros você marcou como desejado?
39. Não me lembro quantos foram esse ano ao certo. Então estou colocando quantos tem no skoob.
4-Quantos livros você trocou?
1. Minha primeira troca no skoob yeayy 
5-Quantos livros você deu de presente em 2012?
2.
6-Qual o número do seu paginometro?
70.952.
7-Quantas resenhas você escreveu?
6.
8-Quantos históricos de leitura você escreveu?
10? Eu acho. 
9-Qual a sua meta de leitura para 2016?
41 no momento, mas acho que eliminando todos os que estão parados na estante já basta para 2016. :) 


É isso, acho que fui uma decepção literária esse ano. E eu só acho que a Thaty também não conseguiu alcançar a meta dela. Ou será que conseguiu? Vamos ver se ela faz um post aqui também para falar como foi o ano literário dela. 

Não se esqueça de comentar e se quiser pode usar a listinha no seu Blog/Facebook ou Instagram.