Resenha | Coroa da Meia-Noite - Sarah J. Maas

Ano: 2014
Páginas: 406
Editora: Galera Record
Nota
Começo essa resenha com a seguinte frase: POR QUE DEMOREI TANTO PRA LER ESSE LIVRO?!?!?! Li o primeiro livro da série Trono de Vidro em 2014 e depois de terminar fiquei louca para ler a continuação, em 2015 comprei Coroa da Meia-Noite, mas eu estava com tanta coisa para ler que acabei postergando a leitura. Aí chegou 2016 e mais 2 livros da série foram lançados e aí resolvi criar vergonha na cara começar a leitura de vez e como eu disse lá no começo: Por que demorei tanto?

Após ganhar o torneio, Celaena agora é a campeã do rei e com isso deve matar todo mundo que o Rei desejar, porém ela não é leal a coroa e tudo o que deseja é que seu contrato acabe logo para finalmente ser livre. Em uma das missões, Celaena é incumbida a eliminar um grupo que está conspirando contra o rei e um dos nomes que lhe é entregue pertence a uma pessoa de seu passado. Mas antes de executar o trabalho Celaena resolve investigar sobre os planos do grupo para que possa usar a informação para obter sua liberdade mais rápido, porém ela acaba descobrindo segredos que a ajudam a desvendar o porque de o fantasma de Elena a ter escolhido para salvar o reino.

A trama desse livro me empolgou muito mais que o do primeiro, li ele em 4 dias e mais uma vez me vi naquele dilema do "quero chegar logo no final do livro, mas não quero que o livro acabe". Pra começar temos um grande desenvolvimento dos personagens, sabemos mais sobre o passado de Celaena e como ela se tornou a assassina de Adarlan. Chaol e Dorian tem muito mais destaque nesse livro e acho que posso dizer que eles deixaram o posto de coadjuvantes para também serem protagonistas da séries.

Por falar em Chaol, Dorian e Celaena, o triangulo amoroso que ter início no livro passado foi resolvido muito rápido, mas tão rápido que eu fiquei com a impressão de que tinha perdido alguma informação sobre o porque da decisão. Ver a Celaena nas cenas de romance toda fofa e meiga foi um pouco estranho pra mim, pois estou tão acostumada com a personalidade forte da Celaena que na maioria das vezes esqueço que ela é uma jovem adulta, principalmente por que nesse livro temos vislumbres do lado assassino e sanguinário da Celaena que faz o leitor perceber o quão bem desenvolvida é a personagem

Foram tantas as vezes que fui surpreendida pelas reviravoltas, em como a história ia se revelando e como cada personagem reagia a ela que quando cheguei no final eu tava quase indo na livraria mais próxima e comprando o próximo livro porque eu precisa saber como aquilo ia continuar. Então se você ainda não conhece a série Trono de Vidro sugiro que comece o quanto antes.

0 comentários:

Deixe seu comentário