Resenha | A Coroa - Kiera Cass

Ano: 2016
Páginas: 312
Editora: Seguinte
Nota
Vou começar esse post com a frase que mais pensei durante a leitura: "Grandes expectativas, podem gerar grandes decepções". Sim, infelizmente eu não amei A Coroa o tanto quanto eu pensei que amaria, mas eu também não achei a pior coisa do mundo. Foi uma leitura ok, divertida porque convenhamos a escrita da Kiera é maravilhosa, mas eu estava mais preocupada com a condição da America do que com que a Eadlyn iria ficar. 

Nesse livro vemos uma Eadlyn bem diferente da que vimos no primeiro livro, pois com o ataque cardíaco da mãe e com o pai destabilizado com medo de perder a esposa, a herdeira se vê na posição de ter que assumir o trono mais cedo do que o esperado. Se antes vimos uma princesa arrogante, egoísta e mimada, agora a vemos como compreensiva, amigável e disposta a pensar primeiro nos outros do que em si mesma.

Com essa mudança de comportamento e a situação de seus pais, Eadlyn passa a levar a seleção com mais seriedade (mesmo tendo em mente que será impossível achar sua alma gêmea), elegendo os seis garotos que mais tocaram o seu coração, formando assim a Elite com Ean, Fox, Kile, Henri, Gunner e Hale. Porém conforme vai conhecendo mais os garotos ela começa a sentir algo que pode ser o amor que tanto rejeitou.

Assim como a seleção, governar o país também não se mostra uma tarefa fácil. Com um nível de rejeição bastante grande pelo povo e com várias revoltas acontecendo por causa da abolição do sistema de castas, Eadlyn precisa de toda a ajuda possível para reverter esse quadro, mas nem sempre a ajuda vem do jeito que queremos.

Meu problema com esse livro foi que eu não consegui me apegar a nenhum personagem, eu entendia as motivações deles, o porque eles agiam de tal jeito, mas pra mim foi muito rápido pra criar algum laço. O problema era tão grande que várias vezes eu esquecia como era a personalidade do selecionado X que estava falando com a Eadlyn e tendo que recorrer diversas vezes ao livro anterior. Com isso o que me fez continuar a leitura foi poder ver, nem que por pouco tempo, como estava a vida dos personagens que conhecemos na seleção da America. 

A Coroa cumpre seu papel ao dar um final condizente com o que vimos nessa nova história e nos fazer revisitar os personagens que roubaram nossos corações em A Seleção, porém não chegou a empolgar como a trilogia original e ao meu ver deveria ser considerada mais como um spin-off do que como uma continuação.

0 comentários:

Deixe seu comentário