Resenha | Um tom mais escuro de magia - V. E Schwab

Ano: 2016
Páginas: 402
Editora: Galera Record
Nota:
Desde que comecei a assistir vídeos de booktubers estrangeiros, um nome quase sempre era mencionado quando se tratava alguma TAG: Victoria Schwab. Ao pesquisar sobre ela na época vi que seus livros ainda não haviam sido trazidos para o Brasil, mas as sinopses me chamaram muita atenção. Agora que a editora Record adquiriu os direitos da sua mais nova trilogia, finalmente consegui ler algo dela e ver que seus livros são realmente bons.

Em um tom mais escuro de magia, somos apresentados a quarto mundos paralelos, cada um diferente do outro sendo em geografia, política, desenvolvimento tecnológico e existência de magia, exceto que todos possuem uma cidade em comum: a imponente Londres.

Cada versão é batizada de acordo com as características de cada cidade.
  • Londres Vermelha: Governada de forma justa pela família real Maresh, essa Londres é denominada vermelha pois das quarto é onde a magia está mais viva, fazendo com que haja uma relação mais harmoniosa entre ela e os habitantes desse mundo.
  • Londres Cinza: A Londres da nossa realidade é governada por um rei louco e é denominada cinza por conta da poluição e da magia que foi esquecida.
  • Londres Branca: Onde a busca pelo poder levou a escravização da magia, a Londres branca encontra-se no caos, pois a magia não gosta de ser controlada e por isso está drenando a cidade
  • Londres Preta: A única coisa que se sabe sobre essa Londres é que foi consumida pela magia negra e teve suas portas fechadas para que essa magia não se espalhasse para os outros mundos.

Com o incidente da Londres Preta, as portas para os outros mundos foram fechadas e apenas algumas pessoas, os Antari, ainda conseguem viajar entre os mundos. Nisso conhecemos Kell, um dos últimos Antari e encarregado pela Londres vermelha das correspondências reais entre os mundos. Além disso Kell também é um contrabandista, levando itens entre as diversas Londres para pessoas que estão dispostas a tudo por um vislumbre de algo diferente. Entre essas transações Kell resolve fazer um favor para uma senhora e acaba por transportar uma poderosa relíquia que pode destruir todos mundos. E é em sua jornada para destruir essa relíquia, que ele encontra Lila, uma ladra moradora da Londres Cinza que é capaz de tudo para entrar em uma aventura.

Kell e Lila formam uma ótima dupla, ambos completando o que falta ao outro. Kell é sério, cometido e um pouco ingenuo, já Lila é extrovertida, perspicaz e cheia de malicia das ruas, então quando há uma cena com eles já espere por algo engraçado e cheio de alfinetadas. Os personagens secundários são tão interessantes quanto os principais, mas senti que foram pouco explorados nesse livro, queria muito mais do Holland (Antari da Londres Branca) e do Rhy (irmão de criação de Kell) e espero que eles tenham mais "tempo de páginas" nos próximos livros.

O sistema de magia empregado nesse mundo é baseado em elementos, sendo que água, fogo, terra e ar os mais comuns e osso o mais perigoso (quem o controla pode controlar as pessoas), já a magia usada pelos Antari é diferente das demais, sendo baseada em sangue, ou seja, eles utilizam o próprio sangue para potencializar a magia. Aliás a magia aqui tem vontade própria, ela faz o que quer e do jeito que quer e para manipula-lá é necessário aprender a ter respeito pela mesma, assim como sobre seus limites e regras.

Por se tratar de um livro sobre magia e fuga para outros mundos, a quantidade de lutas existente foi uma surpresa agradável. Mas não espere lutinhas bestas com alguns feitiços aqui e ali e pronto, as lutas presentes são bem descritas, mostram bem como a magia é utilizada e são bem sangrentas. O que me fez pensar em como esse povo tem tanto sangue no corpo, pra sangrar nas batalhas e ainda ter para fazer magia XP.

O livro termina com um mega cliffhanger que dá uma amostra do que vamos enfrentar nos próximos livros (Record lança logo o próximo!) e para já preparamos o coração para as fortes emoções. Por ser narrado com múltiplos pontos de vista é possível ter um melhor entendimento do mundo criado pela autora, esta que possui um escrita tão envolvente que quando você vê já passou da metade do livro e nem percebeu. Então se antes eu tinha alguma dúvida sobre o quão bom eram os livros da V. E Schwab, agora eu tenho plena certeza de que vou indicá-los para todo mundo.

12 comentários:

  1. Olá Thaty!
    Não conhecia essa escritora, mas pelo que disse é maravilhosa, quero já ler um livro dela ^^
    Obrigada pela resenha.
    Bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kelen.

      Leia que você não vai se arrepender ^^

      bjs

      Excluir
  2. Oi
    tem um outro livro da autora publicado antes desse que é a a guardiã de histórias.
    Esse parece ser uma história bem interessante e chamou minha atenção porque achei um pouco diferente, curti a resenha.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise.

      Eu acabei de ler de ler a guardiã de histórias e também gostei muito e espero que faça tanto sucesso quanto um tom mais escuro ^^

      bjs

      Excluir
  3. Oi Thaty, não conhecia o livro, mas estou mega encantada com o enredo! Uau 4 Londres, imagino já construção rica desse universo! Tomara que venha o próximo logo e adorei as fotos!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tô tão ansiosa pelo o próximo livro que tô até cogitando em comprar a versão em inglês ^^

      Bjs

      Excluir
  4. Oi, Thaty. Amei a resenha e o livro. Não conhecia ainda mas adoro qualquer coisa que envolva magia no meio e esse livro tem justamente isso. Achei divino a autora criar esses quatro mundos onde essa magia contracena com todos. Simplesmente amei!
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Miriã.

      Pelo pouco que eu vi a Victoria é mestre em criar mundos diferentes, então se você gostou disso vai amar qualquer outro livro dela.

      bjs

      Excluir
  5. Olá, Thaty.
    Eu não conhecia esse livro ainda até esses dias em que li uma resenha dele em outro blog. Eu que amo essa coisa de magia e elementos, claro que já quero ler. mas vou esperar lançar todos para comprar que fica mais barato e não tenho que ficar esperando um onte para lançar hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil.

      Eu sou dessas de esperar de esperar sair tudo com box de série, mas com livros eu não consigo, ainda mais quando eu estou tão curiosa sobre o autor e o livro está em promoção
      hahahah

      bjs

      Excluir
  6. Oi, Thaty!
    Menina, imagina minha surpresa ao terminar de ler esse livro e descobrir que ele tinha sido lançado aqui. (Tive de ler em inglês)
    Eu adorei esse mundo criado pela Schwab e estou na ansiedade para o próximo livro.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo perfeitamente Luiza, aconteceu quase a mesma coisa comigo quando li The kiss of deception. Mas é que esses livros demorar tanto a lançar por aqui que nem dá vontade de esperar ^^

      bjs

      Excluir