A pressão da comunidade literária

Já faz um tempo que venho percebendo que estar no meio da comunidade literária fez com que meus hábitos de leitora mudassem, estar no meio de tanta gente que compartilha o mesmo amor de livros que eu no começo foi um coisa maravilhosa, pois sempre tinha alguém para conversar sobre determinado livro, mas agora sinto que está se tornando uma coisa sufocante.

São vários posts de resenhas, lançamentos do mês, book haul, lidos do mês, tags, indicações e com isso tudo me vejo afogada num mar de informações sem saber por onde começar e com o sentimento de ser o coelho da Alice, sempre atrasada. Isso sem contar as famosas bookshelf tours que me impactam de maneira visual, pois elas são repletas de livros, todos em perfeito estado e em edições pra deixar qualquer louco por livros com um invejinha. 

Percebi que toda essa exposição estava me fazendo mal quando olhei pra minha estante e vi que a quantidade de livros para ler estava ficando cada vez maior e meu ritmo de leitura estava diminuindo. Aí me coloquei na famosa regra de só comprar novos quando houvesse terminado minha pilha, só que ali tinham exemplares que eu havia comprado a cerca de 3 anos e que hoje em dia não me chamavam mais a atenção e nessa onda de ler tudo o que eu tinha sem restrições, a leitura se transformou em uma obrigação e logo comecei a troca-lá por outras coisas, como Netflix, jogos ou assistir vídeos de booktubes e alimentar ainda mais o coelhinho da Alice.

A princípio não reparei que o problema era esse "me forçar a ler" e então comecei a diminuir minhas inscrições em canais do Youtube pois pra mim eu estava mais vendo gente falando sobre livros em vez de eu ler e falar sobre eles eu mesma. Só que isso não deu certo e resultou em vários livros começados e abandonados com menos de 20 páginas lidas para quando finalmente achava um livro que me prendia lia ele em 1 mês e demorava mais uma vida para achar outro. Só fui perceber o que estava realmente me afetando quando vi alguns vídeos no canal da Ariel Bisset, onde ela fala exatamente isso: o excesso de livros, a pressão para ler rápido ou de sempre está em dia com os lançamentos. 

Com esses vídeos vi que o problema não era só comigo e que muita gente da comunidade também estava se sentindo assim. Foi uma descoberta tão impactante que depois disso comecei uma limpa na minha estante, separando todos os livros que eu sabia que não ia mais ler (para doação ou para vender em algum sebo), decidi ignorar o desafio de leitura do Goodreads, além de ter reformulado a regra da compra de novos livros: agora só irei comprar os que irei ler imediatamente, nada de comprar para deixar na estante. Só de fazer essa limpa e ver na estante livros que tenho vontade de ler (e não vou negar, aquele espacinho desocupado indicando que poderiam caber mais livros) me deu um gás tão grande que rápidinho achei um novo livro para ler e com aquela vontade de não fazer mais nada a não ser lê-lo.

Sei que é um pouco controverso fazer um post desses aqui no blog, mas resolvi fazê-lo mesmo assim, porque ler é algo que eu uso para escapar dos problemas e não para ser mais um, além disso podem existir outras pessoas que estão com o mesmo dilema e que só precisam de um empurrãozinho para se libertarem dessa pressão. Desculpem pelo textão e até a próximo post ^^

*Vídeos da Ariel citados no post [em inglês]
The book purge: http://bit.ly/2tD4dQV
Not A "Proper" Reader?: http://bit.ly/2skvdAR

4 comentários:

  1. Oi Thaty, tudo bem?
    Sei muito bem como você se sente pois me encontrei nesse mesmo barco afundado. Já faz quase três anos que parei de comprar livros loucamente por indicações ou modinha, agora só compro livros que estão realmente com o preço valendo a pena, quando vai ter algum lançamento com direito a conhecer o autor e ganhar autógrafo ou quando é uma série que curto muito e quero muito a continuação, isso me ajudou muito a selecionar o que quero realmente ler do que o que está sendo divulgado na blogosfera por conta de parceria.
    Já não tenho o costume de ver vídeos sobre livros por pura preguiça desse mundo de youtubers, agora eu continuo lendo as resenhas pelos blogs que gosto, selecionando os livros interessantes e torcendo para ter oportunidade de ler o que me chamaram mais a atenção! As vezes me sinto atrasada por ler o livro depois que todo mundo leu, mas minha ficha caiu de que faz parte e ninguém tem que ficar 100% agarrado a uma leitura só porque muitas pessoas estão lendo tb e comentando em blogs e redes sociais! hahaha
    Gostei muito do textão! Espero que ajude a abrir os olhos de outras pessoas também! :)

    Obrigada pelo carinho. Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Claris, que bom que gostou do textão.

      O meu problema com os indicações é que parece que tudo me chama a atenção, então fica difícil fazer essa seleção de livros, mas já estou a algum tempo sem compras loucas e até que estou me acostumando, só as vezes dou uma recaída nos eventos literários.


      Bjs.

      Excluir
  2. Olá
    Querida, sinto o mesmo que você. Eu já me senti muito pressionada a ler tal coisa só poque todo mundo estava lendo. Mas eu venho colecionando vitórias quanto a isso. Já fazem quase 4 anos que não compro nenhum livro. Mesmo assim, ainda tenho 90 livros não lidos na estante. É muita coisa e pouco tempo. Eu parei de me forçar a ler. Se sinto que a leitura não está fluindo, eu vou fazer outra coisa, ou ler outro livro. Ler sempre foi um grande prazer meu e ter começado a transformar ele em obrigação estava me fazendo mais mal do que eu imaginava.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lary,

      Uau 4 anos sem comprar nada? Quando eu crescer quero ser assim ^^. Brincadeiras a parte fico feliz que você conseguiu derrotar esse monstrinho que atormenta nossas vidas e espero conseguir seguir o seu exemplo.

      Bjs

      Excluir