Evento | FLIPOP 2019

Foto por Anne Karr
Bastou apenas duas edições para a FLIPOP virar evento fixo no meu calendário e com isso nem pensei duas vezes quando anunciaram a data para a venda dos ingressos dessa edição. Com uma nova localização, o dobro do espaço e ingressos esgotados, a terceira edição aconteceu  no começo do mês (nos dias 2, 3 e 4 de Agosto) e mostrou mais uma vez que o que conhecemos de literatura jovem é apenas a ponta do iceberg.

Mais uma vez o evento mudou de lugar, dessa vez sendo no CCSP, que fica do lado do metrô Vergueiro e bem maior do que os anteriores. Essa mudança possibilitou em mais atividades, melhor distribuição do espaço e maior participação das editoras parceiras que tiveram seu próprio estande para vender livros. Independente do tamanho físico do evento é visível o quanto a FLIPOP evoluiu, as ativações (distribuições de provas antecipadas, lançamentos e brindes) me lembram cada vez mais os eventos que acompanho fora do Brasil, o kit de boas vindas de tirar o folego (agora tenho marcadores para usar até 2022 XP), as novas parcerias e é claro o fato de que os ingressos ESGOTARAM!

Apesar das novidades a FLIPOP manteve suas tradições. A volta da famosa cabine de fotos pra tirar várias fotos com os amigos (e até com alguns autores ^^), o stand do Turista Literário que tinha um jogo bem legal onde você podia ganhar desde marcadores até malinhas e por fim aquele atmosfera gostosa de acolhimento, onde é possível esbarrar com seu autor favorito e que parece que todos são amigos de longa data.
Foto por Anne Karr
Foto por Anne Karr
Mais uma vez a programação me fez sofrer, pois além terem mesas com temas incríveis em todos os dias (e vamos lembrar que um dos dias era sexta e por tanto eu não pude ir), a dinâmica de dois palcos rolando ao mesmo tempo se manteve, então lá vamos nós mais uma vez tentar escolher uma mesa pra ver sem ficar decepcionada por ter perdido a outra, mas no final do evento a equipe da seguinte acalmou meu coração quando disse que esse ano eles gravaram eu audio ou video algumas mesas e que aos poucos eles iam soltando os conteúdos pra quem não pode ir no evento ou estava em outro lugar (UFA!)

Essa ano consegui assistir os seguintes painéis: Desvendando referências no YA: Intertextualidade, referências e retellings; K-pop nos livros; Representação do jovem na mídia e Sacis, vampiros e lobisomens e achei que a curadoria na escolha dos convidados não poderia ter sido melhor além de ter sido ótimo como cada mesa trouxe algo para nos deixar refletindo por dias após o fim do festival. Queria ter podido assistir mais, porque eram tantos temas novos, tantos assuntos dos quais eu tinha uma grande curiosidade, mas sei lá o que acontece naquele evento que você pisca e já se passaram 3 horas e estão te expulsando do lugar.😂😂.

Alguns comentários sobre as mesas que assisti:
  • Quando fui assistir a mesa sobre recontos pensei que eles iam falar apenas sobre essa onda e como ela cresceu muito de uns tempos pra cá, mas fiquei surpresa (porque nunca tinha pensando nisso) quando foi discutido sobre como esse recurso está sendo usado para trazer mais inclusão a contos com personagens 100% brancos e perfeitos. 
  • Também foi comentado o fato de de que o Monteiro Lobato era a favor da KKK o que me deixou pensando sobre COMO NINGUÉM NUNCA FALOU DISSO??
  • A mesa sobre K-Pop e livros acabou sendo mais como cada uma das autoras descobriu o gênero e como ele acaba impactando nas vidas delas.
  • Saber mais sobre o processo criativo dos autores que falam sobre mitologia foi muito interessante, ainda mais quando o Felipe Castilho disse que nunca tinha imaginado fazer uma trilogia quando conseguiu uma editora.
  • A mesa sobre representação do jovem foi a mais surpreendente, pois além de saber mais sobre como cada mídia funciona ficamos também sabendo dos perrengues que é adaptar um livro para um filme e como os autores sofrem com todas as mudanças. (Eu fiquei pasma em saber que o filmes "meus 15 anos" foi praticamente mutilado sem dó nem piedade O.o)
Esse ano pela primeira vez fui carregada de livros para autografar, só que esse ano o sistema de autógrafos foi diferente do ano passado. Não sei o que aconteceu com a organização impecável dos anos anteriores, só sei que esse ano essa parte do festival deixou muito a desejar. O sistema de senha para os autores internacionais deixou de existir, (eu gostava muito disso pq a gente podia curtir o evento de boas e não passar horas na filas) resultando em filas enormes e demoradas, além de que dependendo de quem estava organizando a fila o sistema mudava, uma hora era uma fila única pra todos os autores daquele horário ou era formado uma fila unica que era dividida em primeira parte autor X, segunda parte autor Y ou por fim quando arrumavam uma fila pra uma mesa o autor mudava de mesa e virava bagunça.

Porém mesmo com todos esses perrengues consegui autografar quase todos os meu livros e consegui falar pra Babi Dewet que ela me deixou uma semana com Ô Mila na cabeça, dar o abraço semestral na Frini, ser expulsa do evento com a Carina Rissi, dizer pro Ale Santos o quanto eu adoro as threads dele no Twitter, ficar encantada com o livro da Clara Alves só de ler a sinopse e reclamar no stories da Thalita Rebouças que nunca tinha conseguido ver ela antes porque nunca conseguia dispensa do trabalho 😝

Quanto aos autores internacionais como esse ano como não tinha lido nenhum livro dos deles acabei  não assistindo nenhum dos painéis para não pegar spoiler, mas peguei autografo da autora Kristen de "A caçadora de Dragões", pois foi o livro escolhido de uma das malas do Turista Literário. O mais engraçado é que eu estava lendo o livro enquanto esperava na fila e justamente quando aconteceu O plot twist chegou na minha vez, então eu já cheguei falando com ela na maior empolgação e comentando a parte que eu estava lendo e como assim aquilo estava acontecendo hahahahah
Apesar dos altos e baixos dessa edição a FLIPOP continua sendo um evento incrível que todo mundo deveria ir pelo menos uma vez na vida e mal posso esperar pela edição do ano que vem XP

2 comentários:

  1. Oi Thaty! Aproveitou bastante hein? 😍 Tenho SUPER vontade de ir nesse evento, mas moro no RJ!
    Legal vc ter comentado com a autora na hira sobre o plot twist, hahah
    Bjs
    A Colecionadora de Histórias - Blog

    ResponderExcluir
  2. Oi Thaty!
    Eu não sabia desse evento, na verdade os eventos literários não são muito divulgados. Seria legal se no próximo vc divulgasse aqui por que aí eu teria como ver se consigo ir...
    Achei bem bacana o evento.
    Bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir