Resenha | Sol da Meia-Noite - Stephenie Meyer

Ano: 2020
Páginas: 662
Editora: Little, Brown 
Books for Young Readers
---------------------------------
Páginas:727
Editora: Intrínseca
O ano era 2009, Amanhecer tinha sido publicado e a notícia do vazamento do livro que contaria os eventos do primeiro volume sob o ponto de vista de Edward estavam por toda a parte. Os fãs estavam super animados com essa novidade, até porque o quão maravilhoso deve ser ler os personagens se apaixonando pelos olhos do Edward? Porém a autora ficou decepcionada com o acontecido e decidiu cancelar o projeto. Agora mais de 10 anos depois do final da saga crepúsculo, do incidente dos capítulos vazados e da Stephanie nos matar de apreensão com a contagem regressiva em seu site, sol da meia-noite finalmente foi publicado e para nós fãs, esse livro é muito mais do que um sonho se tornando realidade ele é o nosso sol durante essa meia-noite escura e aterrorizante que está sendo 2020.

Primeiramente não vá ler esse livro pensando que vai ter conteúdo dos outros livros só porque ele tem mais de 650 páginas, porque não tem. Toda a história que se passa nele é a mesma do primeiro livro, mas pelo fato do Edward ter uma "vivência" de mais de 100 anos ele racionaliza muito as coisas (na maioria das vezes até de mais) o que leva a um livro desse tamanho. Então em sol da meia-noite vemos como o Edward vai se apaixonando pela Bella, deixando o lado mais automático de vampiro de lado e (re)descobrindo seu lado impulsivo, mais humano.

Ter acesso aos pensamentos dele de começo é algo não muito prazeiroso, pois sendo bem sincera ele é muito chato, sempre achando os humanos seres previsíveis e por isso se achando superior a todos, mas conforme sua curiosidade pela Bella vai ficando mais intensa (primeiro pelo fato de não poder ler a mente dela e mais tarde na descoberta de seu amor) ele começa a ficar mais humano e mais gostável. Aliás pelo ponto de vista da Bella já podiamos ter uma noção de que do lado dele esse amor não aconteceu de uma hora para outra e ver essa mudança acontecendo, dele ir se apaixonando conforme a conhece e ficando cada vez mais maravilhado com o que ela é, já valeu toda essa longa espera (o que me faz pensar que se ele pudesse ler a mente dela ele nunca se apaixonaria por ela, já que a Bella possui pensamentos tão inocente quanto a Angela).


Através dos olhos do Edward, vemos que a Bella possui muitas qualidades e é bem mais interessante do que nos é mostrado em crepúsculo, isso porque a Bella se diminui muito, logo ela resume os dialogos entre eles em sua versão por justamente não se achar interessante, mas como Edward está 100% obcecado em descobrir tudo sobre ela, a gente vai sabendo muito mais sobre as suas preferências, o que me deu um insight de que até que seriamos boas amigas.

Aliás o próprio Edward está longe de ser a criatura perfeita e sem defeitos que a Bella acha que ele é. Aqui descobrimos que ele é MUITO inseguro, (ver ele com ciúmes do Mike Newton foi impagável) e que também estava super ciente de que estava sendo um stalker, rude e agressivo com a Bella. Achei muito bizarro o modo que ele justifica esse comportamento dele com a Bella dizendo que faz tudo isso porque sentia que se não o fizesse, um METEORO poderia cair na cabeça nela, sendo que praticamente todo o livro ele fica questionando a sanidade da Bella por ser tão fixada nele e não possuir nenhum sentimento de autopreservação mesmo ele dizendo que é um vampiro. Tipo, moço você tá ciente de que você tá indo ver ela dormir toda a noite? Enfim ¯\_(ツ)_/¯

Além deles, temos uma visão bem melhor de vários outros personagens, pois estar na cabeça do Edward é o mesmo que estar na cabeça de várias outras pessoas, já que ele não consegue na maioria da vezes bloquear o pensamento alheio. Ver a mente dos humanos é muito interessante, pois entendemos melhor como eles reagem aos vampiros, (principalmente quando se trata do Mike Newton), mas saber ainda mais sobre a família Cullen foi a cereja do bolo pra mim. Ter ciência de como os poderes funcionam, como é a personalidade de cada um (Jasper e Emmet, um beijo pra vocês) e como é a dinâmica da família com certeza é algo que eu estava esperando muito tempo para ver e que é muito bem entregue.

Reviver as cenas iconicas como a primeira aula de biologia, o quase atropelamento da Bella, a campina, o jogo de baseball e da caçada nos dá uma perspectiva completamente diferente das que tínhamos antes e finalmente entendemos porque elas carregam um clima de tensão e como cada uma contribui para o desenvolvimento de um Edward mais humano e mais apaixonado pela Bella. Eu particularmente ri horrores na aula biologia e fiquei surpresa em como a parte da caçada do James foi bem tensa do que é descrita em crepúsculo.

Os comentários a seguir podem ser considerados spoilers, então se você já leu ou não se importa é só selecionar o texto. Ainda falando sobre alguns acontecimentos do livro, foi muito fofo entender como o Edward teve um papel fundamental no romance entre Ben e Angela, o quão interessante é a mente do Charlie e da Renné (o que me faz pensar que a Renesmee puxou muito a avó) e principalmente ver como foi a mudança de volta dos Cullen para Forks e como eles contataram os Quileutes..



Como eu reli todos os livros da saga antes de ler sol da meia-noite, pude perceber que a escrita da Stephenie Meyer melhorou muito e isso fica evidente nos detalhes que ela nos fornece nos diálogos entre a Bella e Edward (adicionando informações que "justificam" falas de mais de 10 anos) e no modo em como o personagem vai evoluindo conforme as situações vão se apresentando. Meus parabéns também pela ótima sacada que foi a capa do livro, que eu sei que não é uma das melhores imagens do mundo e que pode causar um desconforto, mas ela representa perfeitamente toda a batalha interna que se passa na mente do Edward em 99% de toda a saga.

Agora uma pequena dica pra vocês que leem em inglês: ouçam o audiobook enquanto leem o livro,  eu fiz esse experiemento e eu tô indignada de como eu não tinha feito isso antes. O audiobook tá tão bem feito, o narrador é tão bom ator que por vezes eu tinha a impressão de que 1) era o próprio Edward que tava lendo as memórias dele para mim e 2) eu estava na cena com os personagens de tão bom que era a entonação/modo de falar do narrador. Então faça você também esse teste e veja como a imersão na história vai ficar MUITO maior.

Depois disso tudo, voltar a Forks através de sol da meia-noite foi com certeza maravilhoso e todo o hype de mais de 10 anos foi muito bem correspondido. O livro é tudo o que os fãs sempre esperavam que ele fosse e muito mais, pois consegue nos fazer reviver todo aquele clima de romance e mistério que tornou a saga um sucesso e ainda adicionar coisas que enrriqueceram ainda mais a mitologia da saga. Eu gostaria muito que a Stephanie fizesse o mesmo com os outros volumes, mas infelizmente vamos ter que nos contentar com apenas esse e cair no mundo das fanfics mais uma vez para suprir a nossa sede :)

8 comentários:

  1. Ai que sonho ler um livro tão grande assim em inglês! Eu nunca li Crepúsculo e esse livro me pareceu de cara meio paradinho, vi umas resenhas positivas e outras nem tanto, mas não é uma história que me chame tanta atenção sabe?! Gostei da sua resenha e imagino que esteja muito feliz pelos mimos da autora mesmo depois de 10 anos, me senti assim quando soube de "A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes"!
    Beijoss, Blog Seja Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  2. Olá, Thaty.
    Eu não pretendo ler esse livo. Todo mundo que está lendo está mudando a opinião sobre o Edward. E como quero continuar com minha visão dele não vou ler hehe. Mesmo sabendo que já mesmo na visão da Bella as coisas não eram como aparentavam hehe

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaty,
    Menina, quando lançou a pré venda eu fiquei: compro? não compro? ou talvez... compro? kkkk
    Ainda não decidi se a leitura vai ou não me agradar, só lendo mesmo para saber e para arriscar eu preciso de uma promoção boa para esse livro, já que meu cartão não permite mais uma loucura depois da compra que fiz de Cidade da Lua Crescente esse mês, kkkkk.
    Depois te conto o que achei!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Acho essa capa tão diferente. Legal você ter lido os outros livros antes e ter percebido essa evolução na escrita. Eu nunca li nenhum livro da série.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ótimo artigo, muito bom visitar e ler seus conteúdos! Sempre com qualidade e excelente informações!!!


    Meu Blog: Júlia Almeida

    ResponderExcluir
  6. Oi
    eu amava crepusculo, li todos os livros e foi parte importante por ajudar eu me envolver ainda mais na leitura, hoje em dia não possuo mais os livros acabei passando para frente, porém ainda não tenho interesse em ler esse livro, quem sabe em um futuro eu adquira o e-book, mas no momento eu não consigo voltar a esse universo, mas que bom que a escrita da autora amadureceu, e que ela conseguiu explicar alguns acontecimentos, e que bom que adorou realizar essa leitura.
    Já que ela lançou depois de tanto tempo uma história de crepúsculo, bem que ela podia lançar uma continuação de A hospedeira.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Thaty!

    Nossa, gostei bastante de saber da diferença da narração entre os dois. A Bella ser bem mais interessante pela perspectiva dele, é algo que de fato faz sentido, uma pena só conhecermos esse lado dela agora hahaha confesso que não estava afim de ler esse volume por já não estar mais na vibe de crepúsculo, mas agora fiquei curiosa!!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Thaty!
    Fico feliz de saber que o livro não decepciona. Estou me segurando para não comprar muita coisa por agora, mas com certeza esse vai vir na black friday kkkkkkkkkkk
    A sua resenha foi perfeita, obrigada.
    Bjos
    https://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir